ANCHIETAS E GUAIXARÁS

Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás
Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás

press to zoom
Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás
Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás

press to zoom
Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás
Cartaz para a divulgação do espetáculo Anchietas e Guaixarás

press to zoom
1/2

Uma criação dramatúrgica a partir do Auto de São Lourenço (texto de 1587) e de cartas de Padre José de Anchieta (1534-1597), focalizando o confronto cultural entre a catequese jesuítica e a antropofagia dos Tupinambás, estabelecidas no Rio de Janeiro, no início da colonização portuguesa.

O projeto foi realizado pelo Núcleo de Investigação Teatral da UERJ, coordenado pela Profª Nanci de Freitas, articulando-se em torno de questões ligadas à celebração dos 500 anos do Brasil, integrando-se à programação da Comissão UERJ-Brasil 500 anos.

Anos da encenação: 1998,1999 e 2000 (26 exibições).

Teatro Noel Rosa – UERJ (recebeu 10 escolas públicas, em 1988). 

FICHA TÉCNICA
Encenação

 José Dacosta

Dramaturgia

José da Costa

Nanci de Freitas

Roteiro

 José Dacosta

Direção Musical

 Antônio José do Espírito Santo

 

Figurinos e Adereços

Sidiney Rodrigues Rocha

Cenografia

 Marcello Lipiani

Sidiney Rodrigues Rocha

Iluminação e Operação de Luz

 Ricardo Alexandria

Preparação Corporal e Coreografias

Aldair Ventura

Elenco

Aldair Ventura

Alessandra Lima

Alexandre Sá

Aline Benevides

Amauri Souza

Ana Oliveira

Charles Velasco

Edson Soares

Expedito Araújo

Fábio de Sá

Irani Soares

Jorge Ayres

Leila Lessa

Malu Ribeiro

Nanci de Freitas

Ribamar Ribeiro

Tato Teixeira

Wanderlei Lemos

Percussão e música incidental

Eber Freitas

Percussão e música incidental eletrônica

Marcelo Barros

Flautas, percussão e música incidental

Espírito Santo

Direção de produção

Marcele Benigno

Estagiária de produção
Hanny Saraiva

Programação visual

Felipe Chalfun

Fotografia

Eires Melo

Roberto Cuíca

Operador de som

Márcio Eduardo Loureiro

Música Gravadas

1 -Tocata e fuga em Ré menor de J. S. Bach, por Gabor Lehotka, Hungria

2 - Concerto em Fá maior de Vivaldi

I Musici Pragenses e Symposium Musicum de Praga, Tchecoslováquia, regência de Ladislav Vachulka

3 - Canto indígeno com flautas, recolhido por Johan Dauglas Frich

4 - Canto Gregoriano, coro da Catedral de São Estevão, Viena

5 - Brasil, de Benedito Lacerda e Aldo Cabral

Divulgação

COMUNS – Diretoria de Comunicação Social da UERJ

Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Roberto Cuíca | Anchietas e guaixarás
Foto: Roberto Cuíca | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
1/3
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Roberto Cuíca | Anchietas e guaixarás
Foto: Roberto Cuíca | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

press to zoom
1/5
 
 
NÚCLEO DE INVESTIGAÇÃO TEATRAL DA UERJ (1998-2000)
Foto: Eires Melo | Anchietas e guaixarás

Foto: Eires Melo

Em 1998, a Profª Nanci de Freitas criou o Núcleo de Investigação Teatral da UERJ, projeto que se propôs a abordar temas da cultura brasileira, valorizando a experimentação e a interdisciplinaridade. O projeto contou com a participação de José da Costa Filho (Prof. da Escola de Teatro da UNI-RIO) na encenação dos espetáculos e integrou estudantes de diversas unidades da UERJ. Articulando-se em torno da celebração dos 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil, o projeto procurou contribuir para a discussão do processo de construção da sociedade brasileira.

A primeira montagem realizada foi Anchietas e Guaixarás, uma adaptação do Auto de São Lourenço (1587), e de cartas de José de Anchieta, focalizando o confronto cultural entre a catequese jesuítica e a antropofagia dos Tupinambás, estabelecidas no Rio de Janeiro, no início da colonização portuguesa.

 

O projeto desenvolveu um programa de estudos de História do Brasil, dramaturgia e ritmos brasileiros, além do treinamento dos atores, incluindo expressão corporal, dança, canto e interpretação, em articulação com diversas oficinas de criação artística, desenvolvidas no Centro Cultural da UERJ.

Após a temporada no Teatro Noel Rosa (UERJ, campus Maracanã), o espetáculo realizou um circuito de apresentações, passando pela Faculdade de Educação da Baixada Fluminense (UERJ – Duque de Caxias) e festivais de teatro: 13º Festival Universitário de Teatro de Blumenau e 1º Festival UFF de Teatro Universitário. Foram realizadas quatro apresentações no Museu Nacional de Belas Artes, como atividade paralela ao evento Brasil +500 – Mostra do Redescobrimento, onde foi exposto o módulo da arte barroca. O espetáculo atingiu um público em torno de 10.000 pessoas, incluindo estudantes da rede pública de ensino.

 
INFORMAÇÕES DA EXPERIÊNCIA CÊNICA

Locais das apresentações:

Teatro Noel Rosa – UERJ campus Maracanã (1988-1999)

Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – FEBF - UERJ (1999)

13º Festival Universitário de Teatro de Blumenau, 1999.

Universidade Regional de Blumenau, Santa Catarina – SC.

1º Festival de Teatro da Universidade Federal Fluminense – UFF (1999).

Teatro da UFF, Niterói, Rio de Janeiro – RJ.

Museu Nacional de Belas Artes – MNBA, Rio de Janeiro – RJ (dezembro de 2000):

Realizou quatro apresentações como atividade paralela ao evento Brasil +500 - Mostra do Redescobrimento.

Ciclo de Palestras realizado no Teatro Noel Rosa, em 1999.

1 - Prof. José Ribamar Bessa (Programa de Estudos dos Povos Indígenas, EDU UERJ)

Tema: A aldeia de São Lourenço na História do Rio de Janeiro

2 - Prof. João Cézar de Castro (Instituto de Letras da UERJ)

Tema: A Catequese e Antropofagia: formas de Leitura.

3 - Profa. Nanci Vieira (Departamento de Ciências Sociais da UERJ) e Prof. Edgar leite (Departamento de História - UERJ)

Tema: Catequese e Alteridade Cultural

4 - Prof. Ítalo Moriconi (Instituto de Letras da UERJ)

Tema: Colonialismo e debate cultural contemporâneo.

5 - Prof. Roberto Conduru (Dep. Educação Artística/ EDU- UERJ)

Tema: Arte na Universidade hoje.

6 - Encontro com o Prof. Dr. Celso Nunes - UNICAMP (1988)

Tema: A criação da Escola de Teatro da UNICAMP

TEXTOS DE ANCHIETAS E GUAIXARÁS